As 10 mentiras mais usadas pelos patrões nas demissões de funcionários


A demissão pode ser um fato extremamente traumático para um trabalhador, levando, inclusive, à depressão. Não importa o motivo da demissão, ela sempre causa tristeza, insegurança e medo.


Para os empresários e gestores de Recursos Humanos nem sempre é simples explicar o motivo de uma demissão. O problema é que, muitas vezes, os chefes usam argumentos mentirosos para demitir um funcionário, fato que gera um prejuízo muito grande ao trabalhador.

Especialistas em RH afirmam que a melhor alternativa é sempre dizer o real motivo da demissão. Em empresas sérias, existem algumas razões básicas que podem levar à demissão de um funcionário, como corte de despesas, reestruturação organizacional, funcionários fora do perfil da empresa e falta de competência para a função, seja ela técnica ou interpessoal.


O momento da demissão deve ser encarado com ética e honestidade. Quando um líder aponta os motivos que levaram um funcionário a ser desligado da empresa, ele garante possibilidades de que esse trabalhador aprenda com a situação e busque se aperfeiçoar.

Mentir é sempre a pior solução para demitir, mas isso acontece, e muito, no ambiente corporativo. A mentira pode colocar em risco a credibilidade do gestor e da empresa.


Confira as principais mentiras que os chefes contam para demitir um trabalhador:




1 – Estamos fazendo uma reestruturação da empresa porque o mercado está ruim. Essa frase nem sempre é verdadeira. Às vezes, é apenas uma desculpa para demitir um funcionário ou para otimizar os lucros da organização.



2 – O desempenho insatisfatório do funcionário também pode ser usado como desculpa. Muitos chefes dizem que receberam reclamações de supervisores e colegas e que, por isso, estão demitindo, mas isso pode ser uma grande mentira.



3 – Muitas mulheres que voltam de licença-maternidade são demitidas. Nesse caso, o motivo real da demissão é o fato da mulher ter se tornado mãe, mas os chefes não podem dizer isso. Então, eles inventam uma desculpa qualquer ou dizem que a empresa está em crise financeira.



4 – O corte de funcionários para ajustar o orçamento da empresa também pode ser uma mentira para demitir.



5 – Dizer que a empresa perdeu contratos importantes, quando isso é mentira.



6 – Alguns chefes não têm realmente o que dizer no momento da demissão. Por isso, colocam a culpa na política e nos impostos.



7 – Eles também dizem que o funcionário merece estar em um cargo melhor, e que a posição atual não está adequada para seu perfil e qualificação.



8 – Alguns afirmam que o funcionário merece novos desafios e aproveitam para demitir.



9 – Alegam que não existe um motivo específico ou que não sabem a razão da demissão, o que claramente é uma mentira.



10 – Afirmam que não podem conceder o aumento salarial requisitado e que o funcionário está liberado para buscar melhores condições salariais no mercado. Isso é mentira, pois as empresas sempre podem aumentar o salário de bons funcionários.

loading...
As 10 mentiras mais usadas pelos patrões nas demissões de funcionários As 10 mentiras mais usadas pelos patrões nas demissões de funcionários Reviewed by Educa Bolso on 10:00:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD