Cinco produtos provam que conversar com máquinas será algo comum

Além de ferramentas já disponíveis como a Siri, inteligência artificial é usada em aparelhos físicos como o Amazon Echo.


Em sua conferência anual para desenvolvedores, o Google anunciou o Home, um assistente pessoal ativado por comandos de voz capaz de interagir com o usuário e os demais aparelhos eletrônicos em uma casa. Para entender os comandos, o dispositivo utiliza o Google Assistant. A plataforma é uma solução mais avançada para o Google Now, que já está disponível para smartphones Android. O aparelho ainda não tem data de lançamento, mas comprova que a inteligência artificial é realmente uma tendência entre os principais fabricantes. Confira cinco produtos ou recursos que demonstram que, em breve, conversas com máquinas farão parte da sua rotina.

Amazon Echo
Lançado em 2014, o Echo funciona de maneira bem parecida com o Google Home. A função principal do dispositivo é reproduzir músicas de serviços de streaming como Spotify. Entretanto, o Echo também consegue atender a comandos de voz de outros aplicativos. O aparelho, que possui reconhecimento de voz mesmo durante a reprodução de áudio, recebe atualizações frequentes para interagir com mais aplicativos. Atualmente, o aparelho está integrado com apps como o Uber e a pizzaria Domino's. O Echo ainda não é vendido no Brasil.
Siri
A Siri foi a primeira assistente virtual para dispositivos móveis. A plataforma permite ao usuário enviar mensagens, agendar reuniões e interagir com aplicativos como Facebook e Twitter. Além de funções padrão como ligar Wi-Fi, 4G, Bluetooth e modo avião, a assistente também possui várias respostas prontas para perguntas inusitadas. Quando perguntada sobre "o que é a vida?", a assistente abre a página do filme A Vida é Bela (1997) na Wikipédia.
Cortana
Assim como a assistente virtual da Apple, a Cortana ajuda o usuário de dispositivos com Windows Phone e Windows 10. A plataforma pode apresentar uma lista de restaurantes graças a uma integração com o Yelp, organizar compromissos e responder perguntas em geral. No Brasil, a Cortana está disponível apenas para usuários do programa de testes do Windows.
Facebook M
A rede social de Mark Zuckerberg está testando um serviço de inteligência chamado simplesmente de "M". A plataforma será usada pelo Messenger, aplicativo de mensagens do Facebook, e não só responderá a perguntas, mas também poderá fazer coisas para o usuário, como fazer compras, mandar entregar presentes, fazer reservas em restaurantes ou ainda marcar compromissos.
Viv

Desenvolvida pelos criadores da Siri, a ferramenta pretende oferecer uma opção mais avançada que assistentes virtuais já existentes. O objetivo é tornar a conversa entre usuário e máquina mais fluida. Além de responder às perguntas tradicionais como outras assistentes virtuais, a Viv deve ajudar com informações mais específicas. A plataforma será capaz de responder se, em um determinado horário, fará frio em uma região da cidade, por exemplo. A ideia é lançar uma opção aberta para todos os aplicativos e dispositivos. A Viv ainda está em fase de desenvolvimento.
Cinco produtos provam que conversar com máquinas será algo comum Cinco produtos provam que conversar com máquinas será algo comum Reviewed by Educa Bolso on 10:00:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD