Empresário faz sucesso ao vender ar poluído de Pequim enlatado



Para uma mente empreendedora, não existe situação ruim para se ganhar dinheiro. O empresário Dominic Johnson-Hill, por exemplo, aproveitou a poluição da cidade onde vive, Pequim, para vender um produto de gosto duvidoso, mas que vem fazendo sucesso.


Ele decidiu colocar o ar poluído de Pequim em uma lata e vendê-lo como souvenir em sua loja, a Plastered 8. A inspiração para o produto veio do sucesso comercial das latinhas com ar fresco do Canadá, da Austrália e dos alpes europeus.

"Já vi gente comprando ar em lata do Canadá e pensei em subverter o negócio. Minhas latas são o presente perfeito. O que mais você pode levar de Pequim? O pato assado? Uma camiseta? A latinha é leve, portátil e você consegue imaginar a cara de alguém ganhando isso de presente de Natal", disse ao site The Beijinger.

Na descrição, a latinha afirma conter "uma mistura única de nitrogênio, oxigênio e algumas outras coisas". Credo! O pior é que tem um monte de gente comprando o produto. Vendida a US$ 4 (cerca de R$ 12), a latinha está esgotada tanto na loja física quanto no site.

Imagina se a moda pega. Vamos ver empresários brasileiros vendendo a água do rio Tietê engarrafada ou o fedor da Marginal Pinheiros em latinhas.
Empresário faz sucesso ao vender ar poluído de Pequim enlatado Empresário faz sucesso ao vender ar poluído de Pequim enlatado Reviewed by Deficiente Eficiente on 12:00:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD