Desempregada, âncora que virou símbolo da bagunça do SBT ri de gafe ao vivo


Há dez anos, a jornalista Juliana Alvim virou símbolo da desorganização do SBT. Ao se despedir do "SBT Brasil", esqueceu o programa que viria a seguir e o vídeo da gafe virou hit na internet: "Assista daqui a pouco ao programa... Boa noite". O meme voltou a circular nesta semana, quando o SBT anunciou a volta do telejornal "Primeiro Impacto" no lugar de "Clube do Chaves" e, quatro horas depois, cancelou a reestreia.
Juliana Alvim confessa que ri da própria gafe e relembra as constantes alterações no telejornal: "Vira e mexe alguém lembra. Sinceramente? É uma coisa engraçada, o que posso fazer? Mas há coisas mais relevantes, o jornal que cada dia tinha formato diferente, aí não tem mais jornal e tiram do ar. O maior prejudicado é o telespectador".
No vídeo, Juliana Alvim encerrou o "SBT Brasil" às pressas e chamou a atração seguinte, porém esqueceu o que viria na sequência. Aflita, disse "boa noite" duas vezes e foi ajudada pelo colega de bancada Hermano Henning, até o telejornal terminar. A gafe refletiu o desespero do SBT, que na época perdia audiência para a Record e alterava a programação sem aviso prévio. Silvio Santos extinguiu inclusive a assessoria de imprensa da emissora.
Juliana assume o erro e relembra por que cometeu a gafe: "Naquele último bloco, houve muitas mudanças no ar, era meio na sorte. O teleprompter e eu não acompanhamos. Chegou um momento que falaram no ponto eletrônico: 'Depois da nota, chame a matéria... Não, acho que vamos encerrar, talvez a gente encerre'. Em vez de dar 'boa noite, ficamos por aqui', falei 'boa noite, fique agora com...' e não lembrei o filme, e eu tinha lido, mas foi muita agitação".

Saída do SBT e desemprego

Juliana Alvim teve passagem relâmpago na bancada do "SBT Brasil", apenas 15 dias. Ela era repórter do SBT em Brasília e se destacava na cobertura da CPI do Mensalão, quando foi chamada às pressas para São Paulo após a saída de Ana Paula Padrão. "Foi uma honrosa surpresa, mas não era meu sonho, gostava de ser repórter de política, nunca tinha ancorado jornal", recorda.


Depois da confusão ao vivo, o telejornal foi alterado novamente e Juliana pediu para voltar para Brasília, onde morava com a família, mas ficou insatisfeita com as mudanças e deixou a emissora em 2007. "Tudo começou a mudar. Ficou sem graça, chato, perdeu qualidade. Não quiseram renovar meu contrato e eu não queria ficar. Nem queria mais ser repórter de TV", lamenta.
Fora da TV, Juliana virou assessora de imprensa e voltou a Minas Gerais, seu estado natal, para ser coordenadora de jornalismo da rádio CBN, mas há dois meses teve seu cargo extinto e perdeu o trabalho. "Virei estatística, faço parte dos 12,5 milhões de desempregados. Não sei o que vai surgir, estou esperando se surge algum convite", torce.
Dez anos após a gafe, Juliana admite que não assiste ao telejornal que lhe deu fama: "Está aí um canal que eu pouco vejo, o SBT. Não tenho grande proximidade como telespectadora e jornalista. Com todo respeito aos meus colegas que trabalham lá, acho que há outros jornais mais legais, não deixaria de ver o 'Jornal Nacional', da Record ou da Band para ver o do SBT. Talvez tenham até boas matérias, mas é difícil".
Fonte: Uol
Desempregada, âncora que virou símbolo da bagunça do SBT ri de gafe ao vivo Desempregada, âncora que virou símbolo da bagunça do SBT ri de gafe ao vivo Reviewed by Deficiente Eficiente on 13:44:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD