Munik, do "BBB16", ganha R$ 40 mil na web e critica contrato com a Globo



Uma reviravolta. É assim que Munik Nunes, 20, define a sua vida após a passagem vitoriosa pelo "BBB16". A goiana, que levou para casa R$ 1,5 milhão, se tornou empresária, começou a estudar para seguir carreira como atriz e no fim do ano passado ficou noiva. A uma semana para a estreia da nova edição do reality, ela diz em entrevista que não entrou no programa para ser famosa.


"Eu entrei somente para ganhar o prêmio. Tanto é que eu entrei sem pensar no pós e no que iria fazer. O meu intuito era ganhar o programa e voltar para a minha cidade com o dinheiro. Não entrei pensando em ficar famosa, ter fãs... nada disso", afirma.

Era só aparecer em público, na cidade que fosse, que em pouco tempo uma aglomeração ao seu redor se formava. Assim tinha início a vida de ex-BBB.

"Nem acreditava que era eu. As pessoas me tratavam como uma artista de Hollywood. Aonde eu fosse tinha uma multidão de gente atrás, principalmente no primeiro mês. Depois isso foi diminuindo, diminuindo... e hoje tenho mais contato com os fãs pelas redes sociais", conta ela, que ainda diz ser bastante reconhecida -- mas incomparavelmente menos assediada como era logo após o programa da Globo.

Munik diz ter demorado três meses para "cair a ficha" e descobrir que tudo (ou quase) havia mudado. De um olho em filão muito atraente, começou a fazer publicidade em suas redes sociais. E se deu bem no novo negócio. Com 3,5 milhões de seguidores, a goiana diz faturar em média hoje R$ 40 mil por mês só com publipost no Instagram.

Aos poucos, a ex-BBB foi ganhando experiência e, atualmente, ela tem segurança em saber o que publicar -- ainda que a contragosto de fãs: "Esse é o meu ganha pão. O meu público é o [de classe] B, C e até o D. Não é o A. Hoje, não quero colocar fotos profissionais ou bem produzidas. Eu sei que meu público não gosta disso. Eu já coloquei uma foto em que eu estou maquiada, produzida, e outra em que estou muito simples. A foto simples arrebenta".

"Vários fãs do Twitter não entendem isso. Eles querem o meu Instagram como inspiração, com foto do tipo de blogueira. Isso para mim não dá certo", diz.

Munik procura encontrar uma forma natural de fazer a divulgação da marca que a patrocina em determinado post. Nem todos os produtos que anuncia, explica, são de seu próprio gosto.  "Antes eu fazia [propaganda] do que tinha a ver comigo. Mas eu vi que não compensa. Às vezes não combina comigo, mas tem alguém que se identifica. Eu posso divulgar algo que essa pessoa precisa."

Todas as propagandas que ela faz na web, esclarece, passam pelo seu rígido teste de qualidade. "Eu não vou enganar o fã. Não faço publipost com uma mercadoria que não vai funcionar. Eu tento sempre experimentar antes", garante.

Além das publicações patrocinadas na internet, Munik investiu em uma marca de cosméticos em Goiás. Neste ano, lançou um aplicativo para interagir com fãs, por meio de vídeos e bate-papo, que pode ser baixado em celulares pelo preço de R$ 19,90.

Contrato com Globo: "Não serviu para nada"
Além da bolada milionária, Munik cumpriu contrato com a Globo. A emissora estabelece o vínculo de um ano com todos os participantes vencedores de seu principal reality show. Pelo acordo, ela não pôde aparecer em qualquer outro canal de TV. Mas o que a goiana realmente lamenta é ter ficado impossibilitada de fechar contratos para fazer campanhas de publicidade.
"Para mim, [o contrato] não serviu para nada. Era melhor não ter. Na verdade, eu não posso fazer nada. O contrato com a Globo é muito restritivo. Não posso fazer campanha para marcas grandes, não posso fazer comercial, nada disso", diz. E afirma que não tentou renegociar seu contrato terminado o prazo. "Eu entendo que o contrato diz que a Munik só pode ser conhecida como a ganhadora do 'BBB' de 2016."
Ela, que aproveitou a fama instantânea para fazer presença vip, disse que já sofreu preconceito por carregar o rótulo de ex-BBB em um evento em Fortaleza. "Foi com uma atriz, que está sumida. Ela não quis ficar perto de mim, não quis subir no palco. Não me tratou mal, mas eu percebi isso. Mas logo passou. Quando subi no palco, as pessoas gritaram mais para mim do que para ela. Fiquei feliz", lembra.


Decepções na carreira

"Tive muitas decepções, principalmente com a minha carreira. Muita decepção com empresários. Deveria ter esperado a poeira baixar para entender e decidir o que fazer"


Munik Nunes saiu do "Big Brother Brasil" e em seguida, sem muito tempo para refletir sobre sua carreira, mudou-se para o Rio de Janeiro. A cidade era o local ideal, acreditava, em que poderia investir em si mesma para virar atriz. Ela sabia que não seria fácil, mas, se pudesse, teria feito tudo com mais calma: "Tive muitas decepções, principalmente com empresários."

"Eu deveria ter esperado a poeira baixar para entender e decidir o que fazer. Assim que sai do programa, já me mudei para o Rio. Não pensei se iria me adaptar, gostar ou se iria dar certo. Fui sem empresário e com tudo nas minhas costas. Tinha que pensar em  mim, na minha carreira, nos meus fãs", lembra ela, que neste ano se mudou para Fortaleza. "Na minha cabeça, se voltasse para Goiânia seria como se desse um passo para trás. Aproveitei que meu noivo mora em Fortaleza e preferi sair do Rio", conta.

Sem desistir do sonho de ser atriz, Munik quer continuar fazendo cursos e se preparando até que se sinta pronta para fazer seu primeiro teste de elenco. Enquanto isso, o plano é investir no que vem dando certo como empresária. Neste ano, ela também quer fazer a faculdade de jornalismo. Em seu vídeo de inscrição para o "BBB 16", ela contou que queria ser âncora do "Jornal Nacional". Se ela ainda quer sentar na bancada ao lado de William Bonner? "Não sei. A gente não pode pensar pequeno, né?", diz, aos risos.

Fonte: Uol
Munik, do "BBB16", ganha R$ 40 mil na web e critica contrato com a Globo Munik, do "BBB16", ganha R$ 40 mil na web e critica contrato com a Globo Reviewed by Educa Bolso on 11:02:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD